terça-feira, 24 de julho de 2007


creio nas manhãs
como se o sol pudesse trazer
um instante de serenidade
ou mesmo um abraço
a esse amor que já morreu

imagem de alejandro asencio

5 comentários:

ivone disse...

não quero
não posso
não vou deixar morrer nunca...espero

quero__o bem vivo
em minha alma
nos meus sentidos!

Fabi Koller disse...

Opa... Desculpa o erro de interpretação... Por vezes esse meu jeito cru me faz engolir em seco e vomitar sem ver em quem, nem porquê. Sorry.
Visitei toooodos e posso te dizer: gostei muito, mas muito mesmo - principalmente por ser bem diferente (do meu).
Seja muito bem-vindo sempre! E acostume-se (ou não): minhas visitas serão periódicas!
Bj

Fernanda Passos disse...

o sol sempre representa o novo e também pode nos deixar a ilusão de que o ontem não ocorreu. Sua claridade pode ofuscar até nosso discernimento.
Lindo.

Sol disse...

o sol
talvez pudesse trazer
este instante de serenidade
ou o abraço desejado
mas espantalho se esconde
por trás da nuvem cinza
abraçado aos girassóis
que não quiseram despertar

Poesia Portuguesa disse...

O Sol, está sempre presente nas nossas vidas, desde que o guardemos no coração...

Bj ;))