sexta-feira, 15 de agosto de 2008


desconheces a permanência rígida
limítrofe
da saudade a empurrar-me
ao silêncio caduco
entricheirado
nas memórias que despertas em mim

4 comentários:

Eternilles disse...

Usarei.
Perfeito.
Mas direiq ue n�o � meu.
Perfect.
hehe
=)

Cassiane Schmidt disse...

Lindo, simplesmente lindo seu poema!

Voltarei mais vezes neste tão instigante blogue!

(@_@)

Su disse...

saudades---------silencio...........memorias........


jocas maradas

Angela disse...

Enquanto me encanto a preguiça de copiar letrinhas de controle ainda é vencida.
Um dia apenas virei ler para não quebrar o encanto.
Quis roubar esta foto da escada mas, sem os créditos? sinto como se roubasse o autor duplamente!
Sigo no encanto...