quarta-feira, 24 de maio de 2006


Pequenos homens
de olhos vazados pela luz
e sorrisos amarelecidos pelo desuso
– voltam, sempre –
E trazem na carne o medo
a aprisionar aquilo que nunca terão.

2 comentários:

Celso disse...

perfeito, Douglas. De encher os olhos

sds

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Muito bom!
*CC*