sábado, 17 de junho de 2006


limpo de toda palavra
minha descida é nula

espécie de medo
preso entre os dentes

um sol envasilhado & estrelas
envelhecidas pela arritmia

dos meus pés descalços
sem chão para sonhar

2 comentários:

Celso disse...

Esta é uma queda cruel, meu caro

sds

palmira8 disse...

a vida é feita de muitas quedas